Quinta, 29 de Junho de 2017 |
3.º Aniversário da Inscrição da Dieta Mediterrânica como Património Cultural Imaterial da Humanidade

17:21 - 02/12/2016     344 visualizações TAVIRA
Atualizado em: 03/12/2016
Imprimir
A 4 de dezembro de 2013, no decorrer da 8.ª Conferência Intergovernamental para a Salvaguarda do PCI realizada em Baku, foi aprovada pela UNESCO a inscrição da “Dieta Mediterrânica” como Património Cultural Imaterial da Humanidade, resultante da candidatura conjunta de 7 Estados do Sul da Europa e do Norte de África acompanhados por comunidades representativas, que incluíram Portugal e a comunidade algarvia de Tavira.

A Dieta Mediterrânica representa um estilo de vida milenar, a “daiata” da Grécia Antiga, marcado pela trilogia e rituais dos alimentos sagrados, o pão, o azeite e o vinho, pelas convivialidades e festividades cíclicas, por um modelo de alimentação saudável assente em produtos de proximidade, frescos e de cada época do ano, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde – OMS como um padrão alimentar de excelência.

Também para a FAO a dieta mediterrânica é garantia de relação equilibrada e sustentável com os territórios, possui escassa pegada ecológica e nula emissão de CO2.

A Dieta Mediterrânica mantém enorme atualidade e utilidade social, sendo uma das respostas necessárias para fazer frente aos problemas globais do planeta: as “doenças da civilização” de causas comportamentais, a destruição dos ecossistemas e da diversidade biológica e cultural.  

Tavira, como comunidade Representativa de Portugal, considerou o momento da inscrição como de prestigiante reconhecimento, cultural e científico, pelo trabalho realizado, mas sobretudo o início de uma nova etapa mais exigente na preservação pela transmissão do elemento às atuais e futuras gerações, com consequências para as populações, a economia da região e do País.

Neste ano múltiplas foram as ações realizadas e apoiadas pela Comunidade de Tavira, destacando-se a presença institucional no Grupo de Acompanhamento Nacional, comunicações em diversas conferências internacionais e nacionais, a organização partilhada da IV Feira da Dieta Mediterrânica no início de setembro, que encheu o centro histórico da cidade com dezenas de milhares de visitantes atraídos por um programa cultural e educativo, de promoção da saúde e dos produtos regionais. Realizaram-se sessões de educação para alimentação saudável e continuou no Palácio da Galeria/Museu Municipal de Tavira uma exposição didática de longa duração sobre o tema acompanhada pelo programa “Dieta Mediterrânica Todo o Ano” com oficinas e passeios de interpretação. A valorização anual da gastronomia do mar e da serra apresenta-se com o formato de festivais.

Em resposta a pedidos externos foi concebida e concretizada a exposição itinerante “Dieta Mediterrânica - Património Cultural Imaterial da Humanidade” cedida gratuitamente a Municípios e entidades que a requisitem. Esta foi apresentada em Tavira, no Portugal Agro em Lisboa, na Universidade do Algarve/Gambelas e atualmente encontra-se na sede do Parque Natural da Ria Formosa.

Está disponível para todos a página web : http://dietamediterranica.net

Em 2017 Portugal e Tavira terão a responsabilidade da presidência/coordenação do programa anual dos 7 Estados e comunidades representativas. Estão previstas uma Conferência Internacional em maio, em parceria com a Universidade do Algarve, sobre a preservação e difusão de boas práticas da dieta mediterrânica. A encerrar a organização da 7.ª Conferência Intergovernamental em paralelo com a V Feira da Dieta Mediterrânica em Tavira de 7 a 10 de Setembro de 2017.

Veja, ainda, o vídeo da IV Feira da Dieta Mediterrânica.

 

Por CM Tavira

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos