Quarta, 24 de Janeiro de 2018 |
Caldas vence Farense no prolongamento e segue em frente na Taça de Portugal

23:38 - 10/01/2018     81 visualizações DESPORTO
Imprimir
O Caldas venceu hoje o Farense, por 3-2, em jogo dos quartos de final da Taça de Portugal, realizado no Campo da Mata, nas Caldas da Rainha (Leiria), que só ficou decidido a cinco minutos do final do prolongamento.

O herói do jogo foi Pedro Emanuel, que, aos 115 minutos, respondeu da melhor maneira a um passe de Marcelo e, isolado frente ao guarda-redes adversário, chutou para o fundo das redes, colocando as bancadas em autêntico delírio.

Foi a machadada final para o Farense, que jogava com dez jogadores desde os cinco minutos do prolongamento, quando Neca foi expulso por acumulação de cartões amarelos.

Antes, Livramento (47 e 60 minutos) tinha, por duas vezes, dar vantagem ao Farense, mas Januário (55) e Pedro Emanuel (69) levaram o jogo para prolongamento.

A equipa de Faro, líder da série E do Campeonato de Portugal, foi a primeira a marcar quando, no início da segunda parte, o experiente Jorge Ribeiro cruzou para a zona central da grande área, onde surgiu Livramento a cabecear para o junto do poste direito da baliza do Caldas, fazendo o primeiro golo do jogo.

Mas a vantagem não durou muito tempo. Oito minutos depois, Januário apareceu sem marcação no interior da pequena área e desviou um passe da direita do seu ataque para o fundo das redes.

Com o jogo mais aberto e as equipas a intercalarem as situações ofensivas, o Farense chegaria ao 2-1 sete minutos depois, numa jogada muito semelhante ao primeiro golo. Jorge Ribeiro cruzou novamente da esquerda e Livramento apareceu isolado à entrada da área, batendo o desamparado Luís Paulo.

Muito apoiado pelo seu público, o Caldas foi à procura do empate, que surgiria nove minutos depois, com Pedro Emanuel a emendar um primeiro cabeceamento de Militão ao ferro da baliza de Hugo Marques e a restabelecer a igualdade.

Com o relvado ‘pesado’ pela chuva que caiu durante o dia e durante alguns minutos de jogo, sentiu-se uma quebra física nas duas equipas e o jogo perdeu velocidade, com o marcador a não sofrer alterações até ao final do tempo regulamentar.

A primeira parte do prolongamento ficou marcado pela expulsão de Neca, que deixou a sua equipa reduzida a dez unidades, um fator que o Caldas, oitavo classificado da Série D do Campeonato de Portugal, aproveitou para ir subindo no terreno, culminando esse domínio progressivo com o golo de Pedro Emanuel, que estabeleceu o resultado final.

 

Jogo no Campo da Mata, em Caldas da Rainha.

Caldas - Farense, 2-2 (3-2 após prolongamento).

Ao intervalo: 0-0.

No final dos 90 minutos: 2-2.

No intervalo do prolongamento: 2-2.

Marcador:

0-1, Livramento, 47 minutos.

1-1, Januário, 55.

1-2, Livramento, 60.

2-2, Pedro Emanuel, 69.

3-2, Pedro Emanuel, 115.

 

Equipas:

- Caldas: Luís Paulo, Almeida (Rony, 105), Cascão, Thomas Militão, Clemente, Paulo Inácio, André Simões ( Marcelo Santos,98), João Rodrigues, Pedro Emanuel, Ryan e Januário (Alexandre Cruz, 65).

(Suplentes: Nascimento, Araújo, Rony, Bé, Marcelo Santos, Alexandre Cruz e Vítor Rodrigues).

Treinador: José Vala.

- Farense: Hugo Marques, Godinho, Bruno Bernardo, Cássio Sheid, Jorge Ribeiro, Neca, Fabrício, Livramento (André Ceitiel,96), Leo (Tavinho, 75), Irobiso e Fábio Gomes (Jorginho, 86).

(Suplentes: Guilherme, Celsinho, Pedro Kadri, André Ceitiel, Nuno Silva, Tavinho e Jorginho.

Treinador: Rui Duarte.

 

Árbitro: Ricardo Moreira (Vila Rea).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Neca (67 e 95) Pedro Emanuel (67), André Simões (90+3), Godinho (107), Cascão (108), Jorginho (109), Rony (110) e Luís Paulo, (113). Cartão vermelho por acumulação para Neca (95).

Assistência: cerca de 2.500 espetadores.

 

Por: Lusa

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos