Sexta, 21 de Setembro de 2018 |
Direito de Resposta

14:45 - 01/03/2018     295 visualizações ATUALIDADE
Atualizado em: 01/03/2018
Imprimir
No seguimento do artigo, com o título «Tarifários de Água para beneficiar famílias numerosas» publicado no dia 28-02-2018 no «A Voz do Algarve». http://www.avozdoalgarve.pt/detalhe.php?id=30080

Cabe-nos emitir o seguinte esclarecimento:

Em todo o país, os tarifários da água estão construídos de forma a, efetuada uma análise dos consumos de uma habitação, penalizar os consumos excessivos através de um aumento progressivo por escalões de acordo com o aumento do consumo global da habitação. Temos, portanto, tarifários em que quanto maior é o consumo global de água numa casa, maior é o custo por m3.

Ao não se entrar em linha de conta com a dimensão da família que ocupa uma habitação, sendo apenas avaliado o consumo total, e não sendo avaliado o consumo per capita, as famílias mais numerosas são largamente penalizadas, pagando por vezes o dobro ou o triplo do preço unitário da água.

Conforme se encontra no texto do corpo do vosso artigo acima mencionado, o que se pretende com a criação dos tarifários familiares da água, não é um favorecimento das famílias numerosas, mas antes e apenas a sua despenalização, permitindo a estas uma aproximação justa ao preço do tarifário dos agregados de menor dimensão, uma vez que o que acontecia até ao momento era que a água era mais cara para as famílias numerosas, e a verdadeira justiça passa por dar um tratamento diferente ao que é uma realidade diferente com o objetivo de no fim todos terem uma situação idêntica face à lei.

 

Por: APFN

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos