Sábado, 20 de Outubro de 2018 |
Presidente de prova hípica em Vilamoura quer mais apoio do Turismo de Portugal

10:42 - 31/03/2018     295 visualizações LOULÉ
Atualizado em: 31/03/2018
Imprimir
O presidente do Vilamoura Atlantic Tour, competição hípica que termina domingo no Algarve, lamentou o escasso apoio financeiro do Turismo de Portugal ao evento, que gera um impacto económico na região de aproximadamente 21 milhões de euros.

"Estamos a falar de largas de dezenas de milhares de pessoas que vêm numa época considerada baixa, contribuindo de uma forma importantíssima para a estabilidade económica da região", disse à Lusa António Moura, sublinhando que o Turismo de Portugal "tem contribuído financeiramente de uma forma muito tímida".

A prova internacional, que termina no domingo, recebeu cerca de 1.200 cavalos e cavaleiros, entre os quais 200 portugueses, com um impacto na hotelaria estimado em 100.000 dormidas, ao longo de seis semanas, contando também com os tratadores, veterinários e assistentes.

"Não se compreende os critérios que o Turismo de Portugal utiliza para apoios a eventos desta dimensão", referiu António Moura, sublinhando que a prova "tem o reconhecimento generalizado das autoridades regionais, da Câmara Municipal de Loulé, da Região de Turismo do Algarve e da Associação de Turismo do Algarve.

Contudo, segundo o presidente do evento, "apesar de vários convites para o Presidente do Turismo de Portugal vir até ao Algarve conhecer o evento e melhor avaliar esta situação, não temos tido nunca a sua visita", apenas a do seu antecessor, "e já lá vão quatro anos".

Para António Moura, a prova "é um ótimo exemplo de como combater a sazonalidade no Algarve", com impacto não só na hotelaria, como também nos estabelecimentos comerciais e de restauração, o que faz com que o Vilamoura Atlantic Tour seja "um evento indispensável" para a economia local.

"Sendo que o Vilamoura Atlantic Tour decorre nos meses de fevereiro, março e abril, aqueles que são considerados época baixa, trata-se de um momento da mais alta importância para a economia da região e também nacional", sublinhou.

Segundo aquele responsável, o investimento para erguer a prova tem vindo a ser feito ao longo de cinco anos, tendo sido necessário, em primeiro lugar, investir dois milhões de euros em infraestruturas.

Em 2018, o evento teve um orçamento de 1,5 milhões, recebendo apoios da Câmara Municipal de Loulé, da empresa pública que gere Vilamoura (Inframoura) e de uma instituição bancária.

No próximo ano, em 2019, o Vilamoura Atlantic Tour irá decorrer entre 12 de fevereiro e 31 de março.

A organização tem ainda um projeto para dinamizar atividades hípicas entre os meses de outubro e março e vai ampliar em duas semanas o evento Champions Tour, de 27 de setembro a 07 de novembro.

 

Por: Lusa

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos