Segunda, 16 de Julho de 2018 |
Nova bandeira vermelha e amarela indica zona recomendável para banhos nas praias

17:33 - 03/07/2018     209 visualizações NACIONAL
Imprimir
As praias portuguesas têm uma nova bandeira no areal, com uma risca vermelha e outra amarela, o que indica a zona recomendável para os banhistas entrarem na água e que é controlada pelos nadadores-salvadores ao longo do dia.

Em declarações à agência Lusa, o porta-voz da Marinha e da Autoridade Marítima Nacional, Fernando Pereira da Fonseca, explicou que a bandeira “irá ajudar o banhista que frequenta a praia, mais do que ao próprio nadador-salvador”.

“Trata-se de uma ajuda para quem frequenta as praias e tem alguma limitação, porque não tem à vontade para andar dentro de água ou porque as condições não são as melhores, ou ainda porque tem crianças”, disse Fernando Pereira da Fonseca.

De acordo com o porta-voz da Marinha, a nova bandeira é importante para quem não sabe identificar um agueiro – correntes marítimas que se formam perpendicularmente à linha de areia demasiado fortes para lutar contra -, já que percebe que naquele espaço onde se encontram colocadas as bandeiras é uma “zona onde não vai encontrar” o fenómeno.

Apesar de no ano passado a bandeira de riscas vermelha e amarela já poder ser encontrada em algumas praias da Costa da Caparica e do Algarve, Fernando Pereira da Fonseca adiantou que só este ano entrou na legislação em Portugal e também em outros países europeus que tenham adotado esta sinalização.

“O Instituto de Socorros a Náufragos participa em fóruns internacionais nos quais vários países identificaram um conjunto de situações, entre as quais aquela que diz respeito aos veraneantes e às praias com grandes extensões em que exista alguma dificuldade em perceber quais as zonas mais propicias para entrarem na água e irem a banhos”, disse o responsável.

Segundo Fernando Pereira da Fonseca, a localização das duas bandeiras “varia ao longo do dia e de um dia para o outro”, lembrando que é ao nadador-salvador a quem cabe a tarefa de ir posicionando as bandeiras identificativas da zona, já que “conhecem a morfologia da praia, as condições do momento, a corrente, as marés e a existência ou não de agueiros”.

“É uma recomendação, não interdita nada”, frisou o responsável.

Desta forma, este ano, os veraneantes vão ter atenção à cor da bandeira, verde, amarela ou verde, para saberem se podem tomar banho, e também à da bandeira com riscas vermelha e amarela, que mostra a zona onde pode entrar na água com mais segurança.

 

Por: Lusa

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos