Quinta, 18 de Outubro de 2018 |
Construção da nova escola Dom Dinis em Quarteira

11:11 - 10/10/2018     207 visualizações POLÍTICA
Imprimir
AS DÚVIDAS QUE CONTINUAM POR ESCLARECER

No início deste mês de Outubro, o PSD/Loulé denunciou o inqualificável atraso no arranque das obras de construção da nova escola Dom Dinis em Quarteira, que tinham sido anunciadas em Abril passado com toda a pompa e circunstância pelo presidente da Câmara Municipal de Loulé como estando “para muito breve”.

Volvidos seis meses, foi graças a este alerta do PSD/Loulé que Vítor Aleixo se prestou a explicar finalmente aos quarteirenses, em particular, e aos louletanos em geral, o porquê deste misterioso atraso.

Ficámos então a saber que, afinal, a obra não vai sequer arrancar porque o empreiteiro desistiu, alegando dificuldades financeiras. A este propósito, o autarca socialista apresenta uma justificação infeliz, ao afirmar que é uma situação que ocorre com alguma frequência, como se isso fosse suficiente para calar a revolta de pais e encarregados de educação que desesperam por uma nova escola com melhores condições para os seus filhos.

De facto, para Vítor Aleixo tudo parece resumir-se a uma espécie de infortúnio ao qual a autarquia que preside é totalmente alheia. E, para remediar a situação, eis que acena com um trunfo aparentemente milagroso:

lançar um concurso público internacional, não sem antes se apressar a esclarecer que este novo procedimento demorará no mínimo mais oito meses (!!), o que, a juntar ao tempo previsto de construção, significa que teremos uma nova escola em Quarteira lá para… 2021.

Importa, pois, que o presidente da Câmara Municipal de Loulé esclareça aquilo que não diz na sua evasiva tomada de posição, e que assuma as responsabilidades perante os quarteirenses e os louletanos. Para tal, o PSD/Loulé endereça-lhe um conjunto preciso de questões, para que se dissipem todas as dúvidas.

- Porque é que a autarquia lança agora um concurso público internacional e não o fez antes?

- A Câmara Municipal de Loulé não acautelou a capacidade financeira do empreiteiro que ganhou o concurso anterior? Se sim, o que falhou afinal?

- A Câmara Municipal de Loulé já interpôs alguma ação judicial contra este empreiteiro, pelos óbvios prejuízos para a população de Quarteira? Se ainda não o fez, tenciona fazê-lo ou não? E quais as responsabilidades que vai exigir?

- Qual a data estimada para a conclusão das obras da nova escola Dom Dinis? E qual o ano letivo em que a mesma estará em condições de funcionar em pleno?

 

Tem a palavra o executivo socialista.

Loulé, 10 de outubro de 2018

Pela Comissão Política de Secção do PSD/Loulé Gabinete de Comunicação do PSD/Loulé

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos