Sábado, 15 de Dezembro de 2018 |
Entrevistas exclusivas a Tiago Guadalupe e Maniche

16:20 - 02/12/2018     127 visualizações ATUALIDADE
Atualizado em: 02/12/2018
Imprimir
«Louletano Tiago Guadalupe escreve a biografia oficial de Maniche»

APRESENTAÇÃO DO LIVRO

O livro Maniche 18 chegou às principais livrarias nacionais no passado dia 20 de novembro. Uma obra que percorre a vida de um jogador carismático, um médio box to box de eleição, de grande atitude competitiva, determinação e com elevado brilho técnico-táctico. Um jogador que representou clubes de topo durante 15 anos, jogou nos principais campeonatos europeus - Inglaterra, Espanha, Itália e Alemanha - atingindo a marca de 500 jogos oficiais. Vestiu a camisola da Selecção A de Portugal em 51 ocasiões, marcando golos decisivos.

Uma obra escrita por Tiago Guadalupe, um dos melhores amigos de Maniche e que resulta de mais de 80 horas de conversas honestas e “sem rodeios” com Maniche, e com muitos que com ele partilharam história e estórias, balneários, vitórias e derrotas, momentos épicos e tempos difíceis.

Maniche 18 é muito mais que a biografia oficial de um jogador que marcou gerações… é uma odisseia fascinante e inspiradora, à defesa e ao ataque, de alguém que desafia sem medo o significado do sucesso - um espectro completo da vida no topo do futebol e uma excelente retrospectiva de uma carreira verdadeiramente inesquecível. É a história única de Maniche: desde o crescimento no Bairro da Boavista, um bairro problemático de Lisboa, passando pela afirmação enquanto celebridade nacional e mundial de futebol, pela glória internacional na Taça UEFA em 2003, na Liga dos Campeões e na Taça Intercontinental em 2004, mas também pela decepção de uma nação na final do Euro 2004 até, ao adeus aos relvados em 2011.

Uma obra que conta com o prefácio de José Mourinho. Com o posfácio de Gianni Infantino, o presidente da FIFA e as participações especiais e exclusivas de, entre outros: Cristiano Ronaldo, Deco, Fernando Torres, Iker Casillas, Javier Zanetti, John Terry, Jorge Costa, Jorge Jesus, Jorge Mendes, Luis Figo, Scolari, Marco Materazzi, Nuno Gomes, Paulo Futre, Jorge Nuno Pinto da Costa, Rio Ferdinand, Sérgio Conceição, Simão Sabrosa, Vitor Baía, Zlatan Ibrahimovic.

 

O AUTOR

Tiago Guadalupe é natural de Loulé, licenciado em Educação Física e Desporto e Mestre em Ciências do Desporto pela Universidade da Beira Interior.

Coautor do livro “Liderator – A Excelência no Desporto” (Prime Books, 2017) que actualmente está na sua 3ª edição.

Autor e coautor de diversos artigos científicos publicados a nível internacional, entre eles, “Is there a “Mourinho” effect over the psychological performance profile of elite soccer players?”.

Colabora com diversas publicações nacionais, entre elas a revista “W” do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol.

Exerce funções na Divisão de Desporto na Câmara Municipal de Loulé como coordenador da área Conhecimento e Memória para além de coordenar, a nível europeu, o projeto “Vital Cities – Make you Active”.

Em 2015 foi coordenador de “Loulé Cidade Europeia do Desporto”.

Estagiou com José Mourinho, em 2007, no Chelsea F.C. Estagiou ainda nas equipas seniores do Sporting de Braga, S.L. Benfica e Lokomotiv de Moscovo.

Sobre o Liderator: A liderança é um aspeto a que cada vez se dá mais importância na vida das organizações em geral, mas muito particularmente no desporto. Porque se sabe que os exercícios de treino são fáceis de criar (ou até copiar), mas a diferença entre os bons e os maus treinadores faz-se na sua capacidade de liderar, de construir e gerir equipas, de comunicar, etc. Este é um livro que trata de tudo isso a partir dos exemplos de liderança de treinadores vitoriosos como Ferguson, Mourinho e Guardiola. Para isso, os autores entrevistaram uma série de pessoas – os próprios treinadores ou jogadores que com eles trabalharam – para explicarem quais os segredos da liderança que conduz os grupos às vitórias.

 

Entrevista a TIAGO GUADALUPE

 

       “A Voz do Algarve - Como surge Tiago Guadalupe como escritor?

Tiago Guadalupe - Não me considero escritor. Nunca pensei o ser nem é uma ambição pessoal. Sou apenas alguém que adora desafios, criar “coisas” diferentes, pesquisar, questionar e saber mais.

 

V.A. - Este é já o segundo livro que edita num curto espaço de tempo. Fale-nos um pouco sobre as suas obras.

T.G. - O primeiro livro surgiu através de um convite feito por um amigo de longa data, o Luís Lourenço. Foi tudo muito natural.

O Luís é para mim um dos melhores se não mesmo o melhor autor nacional. Sempre estive muito próximo das obras dele, sempre partilhamos ideias e um dia o Luís disse-me que íamos escrever um livro juntos. Foi uma honra, um privilégio e um enorme motivo de orgulho. Escrevemos o “Liderator - A Excelência no Desporto” e correu muito bem. Por exemplo é um orgulho ler um artigo de opinião escrito pelo professor Manuel Sérgio onde ele diz que o Liderator é o melhor livro sobre liderança publicado em Portugal nos últimos 10 anos. Os feedbacks foram muito positivos e oriundos de áreas organizacionais que nada tinham a ver com o desporto em geral ou o futebol em particular. Um livro que atualmente está na 3’edição.

 

V.A. - Num futuro próximo quais são os seus objetivos enquanto escritor? Já tem mais alguma obra preparada?

T.G. - Eu não sei o que vai acontecer amanhã. Ninguém sabe. O “Maniche 18” pode ter sido o meu último livro ou não. Tenho algumas ideias que gostava e que vou explorar e pesquisar mas se vai haver um terceiro livro não posso confirmar nem desmentir porque simplesmente não sei. O futuro não me preocupa nem me limita o presente.

 

V.A. - Pensa escrever sempre sobre desporto ou pretende enveredar por outras tendências literárias?

T.G. - Nunca podemos dizer nunca mas dificilmente irei escrever algo sem ser no âmbito desportivo.

 

V.A. - Conte-nos como foi a sua experiência com o Maniche?

T.G. - Escrever a biografia do Maniche foi fácil e difícil ao mesmo tempo. Fácil porque a relação que temos faz com que seja muito fácil perceber as ideias que temos, nunca precisamos de falar muito para chegar a um consenso. Além de termos uma relação de amizade ao nível pessoal, a confiança um no outro é muito grande. Quando isto acontece tudo se torna fácil. Ao mesmo tempo foi difícil pois nada se consegue sem trabalho e sacrifício. Para escrever este livro tive que sacrificar-me muito... não tive férias, tive pouco tempo livre para fazer coisas que gosto, tive que viajar constantemente ao fim-de-semana, pesquisar e escrever até altas horas da madrugada etc etc etc.

Aproveito para referir que a 1ª edição tem sido de tal forma procurada que está praticamente esgotada, estando já a segunda edição prestes a chegar às principais livrarias nacionais sendo que o Maniche e eu vamos doar os direitos de autor do livro ao Banco Alimentar. Situação que nos preenche intrinsecamente por podermos ajudar o próximo.

Por: Nathalie Dias

 

Entrevista EXCLUSIVA a MANICHE

 

A Voz do Algarve” - Qual a importância que tem para si lançar agora a sua biografia?

M. - Essencialmente para passar a minha experiência, a minha história, as minhas estórias aos mais jovens, aos amantes de futebol, aos apaixonados pelo desporto e a toda a gente. E também porque a minha história e acima de tudo a minha tragetória enquanto ser humano e como profissional merece estar registada.

 

V.A. - Como caracteriza a sua carreira?

M. - Modéstia à parte foi fantástica, tenho um enorme orgulho nela. Tomei boas decisões. Tomei outras que hoje me arrependo mas errar é humano e faz parte da nossa vida e das nossas aprendizagens.

Ao longo da minha carreira fui treinado por grandes treinadores. Joguei ao lado de grandes jogadores, pisei os maiores palcos mundiais, defendi com extrema devoção o meu país, corri o planeta e ganhei todos os títulos que todos os jogadores sonham ganhar.

 

V.A. - Porque pensou no Tiago Guadalupe para escrever a sua biografia?

M. - Após terminar a minha carreira, foram vários os jornalistas que me fizeram chegar convites para escreverem a minha biografia. Recusei todos. Não era a altura certa. Quando fiz 40 anos pensei que era a altura ideal para pensar na história da minha carreira.

A minha biografia só podia ser escrita por alguém competente e que confio a 200%. Por isso convidei o Tiago. Além de confiar nele temos uma relação de grande respeito e amizade. Ele não é jornalista mas isso não conta para nada porque o importante é a sua competência. Conhece-me bem e não precisamos de muito para nos entendermos um ao outro.

Estou habituado a trabalhar com os melhores e o Tiago é um dos melhores.

 

V.A. - Com o lançamento deste livro, escrito por um autor Louletano, iremos ter a oportunidade de assistir à apresentação do livro em Loulé e poder contar com a sua presença?

M. - Claro que sim. Ainda não há data pensada mas provavelmente será em 2019.

O lançamento será no Porto em dezembro. Vamos fazer ainda até ao final do ano uma apresentação no Museu do Desporto em Lisboa e algumas ações na Fnac. No início de 2019 certamente faremos uma apresentação em Loulé. Além de todos os motivos lógicos eu tenho um carinho especial pelo concelho louletano pois, na minha juventude, passava férias em Quarteira.

 

V.A. - Onde pode ser adquirido o livro Maniche 18?

M. - Há vários pontos mas destaco o site da editora Prime Books, as principais livrarias nacionais como a Fnac, a Bertrand e outras e, os principais hipermercados portugueses.

 

V.A. - Por último o que gostava de dizer?

M. - Agradecer todo o apoio dos louletanos e dos algarvios ao longo de tantos anos de carreira profissional e, claro, recomendar a leitura do “Maniche18 – As histórias (ainda) não contadas”. Acredito que vão gostar e ficarei a aguardar que partilhem a vossa opinião na página do facebook: Maniche 18

 

Por: A Voz do Algarve

 

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos