Quarta, 19 de Junho de 2019 |
Combustíveis: Jumbo com 18 postos fechados e 11 abertos com roturas em alguns produtos

17:00 - 17/04/2019     190 visualizações ATUALIDADE
Imprimir
O Jumbo conta atualmente com 18 postos de combustível encerrados, devido à greve dos motoristas de matérias perigosas, e 11 abertos com roturas em alguns produtos, disse à Lusa fonte oficial do grupo Auchan.

A greve dos motoristas de matérias perigosas, que começou às 00:00 de segunda-feira, foi convocada pelo Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), por tempo indeterminado, para reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica.

No total, o Jumbo tem "18 postos fechados e 11 postos abertos com roturas em alguns produtos", afirmou a fonte.

Em Vila Real, todos os combustíveis estão disponíveis, tal como em Évora e Torres Vedras, segundo o ponto de situação realizado pelo grupo Auchan, dono da cadeia de supermercados Jumbo, cerca das 16:00.

Em Castelo Branco, o posto está sem gasóleo, o mesmo acontecendo em Coimbra, Gondomar 1 e Santo Tirso.

De acordo com o balanço, em Aveiro, Jumbo não tem gasóleo nem gasolina 95, disponibilizando apenas gasolina 98.

Lagoa e Eiras não têm gasolina 95 e em Maia apenas têm gasolina 95 e 98.

Na terça-feira, gerou-se a corrida aos postos de abastecimento de combustíveis, provocando o caos nas vias de trânsito.

A Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (Apetro) informou hoje que não foi ainda retomado o abastecimento dos postos de combustível, apesar da requisição civil, e que já há marcas “praticamente” com a rede esgotada.

O primeiro-ministro admitiu hoje alargar os serviços mínimos e adiantou que o abastecimento de combustível está “inteiramente assegurado” para aeroportos, forças de segurança e emergência.

Na terça-feira, alegando o não cumprimento dos serviços mínimos decretados, o Governo avançou com a requisição civil, definindo que até quinta-feira os trabalhadores a requisitar devem corresponder “aos que se disponibilizem para assegurar funções em serviços mínimos e, na sua ausência ou insuficiência, os que constem da escala de serviço”.

No final da tarde de terça-feira, o Governo declarou a “situação de alerta” devido à greve, avançando com medidas excecionais para garantir os abastecimentos e, numa reunião durante a noite com a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) e o sindicato, foram definidos os serviços mínimos.

Militares da GNR estão de prevenção em vários pontos do país para que os camiões com combustível possam abastecer e sair dos parques sem afetarem a circulação rodoviária.

 

Por: Lusa

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos