Segunda, 16 de Setembro de 2019 |
De 10 a 13 de outubro as aves voltam a ser as estrelas de Sagres | Festival de Observação de Aves e Actividades de Natureza

09:45 - 25/08/2019     212 visualizações VILA DO BISPO
Imprimir
24 Julho 2019 - A migração anual de observadores de aves ao Algarve já tem data marcada.

De 10 a 13 de outubro, Sagres recebe a 10ª edição do Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza. Em outubro, milhares de aves sobrevoam o Algarve, a caminho dos seus territórios de invernada em África. Para celebrar estes visitantes alados e disfrutar ao máximo deste espetáculo incrível, o festival propõe quatro dias recheados de atividades para todos os gostos. 

O evento é organizado pela Câmara Municipal de Vila do Bispo, em parceria com a Associação Almargem e a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA).

Desde sessões de observação de aves em terra e no mar a sessões de observação de borboletas noturnas, o Festival de Observação de Aves e Atividades de Natureza oferece um rol de oportunidades para os amantes da natureza descobrirem que o Algarve é muito mais do que praia. Há também muita escolha para as famílias e amigos dos observadores de aves, desde passeios para observar baleias e golfinhos até uma caça aos fósseis no Forte do Beliche.

Durante o festival será apresentado o 1º«Guia de Aves do Concelho de Vila do Bispo e do Promontório de Sagres», uma ferramenta preciosa para todos os que queiram partir à descoberta das aves que nesta altura do ano aqui se juntam aos milhares. Desde águias-perdigueiras e águias-cobreiras a britangos, grifos e cegonhas, são muitas as aves que pairam em busca de passagem para África. Outras tantas aves marinhas passam ao largo, em viagens épicas que chegam a ir de pólo a pólo. Árvores, arbustos e ervas são povoados por pequenos pássaros que passam também pela península na sua viagem para sul.

Este ano, o festival surge com uma nova imagem e a cabeça de cartaz é a alma-de-mestre, uma pequena ave marinha cujo voo faz lembrar o de um morcego. As almas-de-mestre passam a vida no mar, vindo a terra apenas para se reproduzir. No outono, podem ser vistas ao largo de Sagres, baloiçando nas ondas enquanto esperam pelo vento certo ou, quando ele sopra, voando rumo aos mares do sul. Segundo consta, os marinheiros de outrora, ao verem estes pequenos vultos negros a esvoaçar atrás das suas embarcações, terão pensado que eram as almas dos «mestres» de navios naufragados, e daí terá surgido o nome da espécie.
Entre as novidades deste ano encontra-se uma forte presença das artes, com variadíssimas sessões de fotografia (de aves noturnas a aves em voo, e de técnicas de campo a fotografia de estrelas) e de ilustração (desde esboços no campo a ilustrações com esferográfica).

 

 

Por : CM Vila do Bispo

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos