Sábado, 24 de Agosto de 2019 |

Warning: Missing argument 1 for add_view(), called in /home/avozdoal/public_html/detalhe.php on line 24 and defined in /home/avozdoal/public_html/detalhe.php on line 7
Entrevista ao Chef Henrique Leis

09:54 - 12/08/2019     391 visualizações LOULÉ
Atualizado em: 12/08/2019
Imprimir
Henrique Leis, 54 anos, natural do Maranhão - Brasil, proprietário e chefe no Restaurante Henrique Leis, no Concelho de Loulé (freguesia de São Clemente), tomou a decisão, após 19 anos, de renunciar à Estrela Michelin que detinha desde o ano 2009.

Voz do Algarve - Como foram os seus começos em termos profissionais?

Henrique Leis - Comecei a trabalhar na hotelaria, passei por todas os setores desde Bares, serviço de Vinhos, serviço de mesa, até chegar à cozinha.

 

VA- Quando chegou a Portugal, já pensava nessa altura, dedicar-se à restauração?

HL - Cheguei a Portugal jovem com 24 anos, há cerca de 3 décadas, na altura trabalhava num hotel no sul da Itália, vim de férias a Portugal, onde conheci a minha esposa, que na época era guia turística, acabámos por casar, mas ainda fomos uns tempos para Hamburgo na Alemanha, mas a vontade era de regressar a Portugal e acabámos por comprar esta casa onde depois de muitas modificações, transformámos no Restaurante Henrique Leis e assim… passaram 26 anos. Foram começos difíceis, como é normal.

 

VA - Trata-se de uma empresa familiar?

HL - Sempre foi uma empresa familiar, presentemente as minhas duas filhas, Pietá Leis com 22 e Rafaela Leis, com 25 anos, trabalham comigo e por ventura, se for essa a vontade delas, darão continuidade a este projeto de vida.

 

VA – No total, quantas pessoas trabalham no seu Restaurante?

HL - Colaboradores fixos são 7, que trabalham ao longo de todo o ano, no verão, na época alta, apoiamo-nos nos estagiários do 2º ano que têm bastantes conhecimentos e assim chegamos a duplicar o número de colaboradores.

 

VA - Conte-nos como e quando obteve a primeira Estrela Michelin?

HL – Logo no início, eu nem estava à espera deste resultado, organizei um processo, enviei uma carta, dei-me a conhecer, preparei-me estruturalmente para os receber, e após 3 ou 4 visitas secretas de inspetores, porque nunca sabemos quem são os inspetores de entre os nossos clientes, só quando da visita do 5º inspetor desse ano, que se identificou, visitou ao pormenor as nossas instalações, e posteriormente, nesse mesmo ano, foi-me comunicada a atribuição da Estrela Michelin.

 

VA - No que consiste exatamente a distinção da Estrela Michelin?

HL - É avaliado o serviço, a qualidade dos pratos, o atendimento, as condições do Restaurante, o ambiente. O que é mais difícil, é obter a primeira Estrela a segunda, resulta de um aperfeiçoamento do serviço no seu todo, e a terceira Estrela é só para a Muita Excelência… importa referir que apesar da avaliação global é a qualidade do produto, ou seja, a qualidade dos ingredientes e a qualidade final do prato que são os mais importantes para esta distinção.

 

VA - O que significa ter uma Estrela Michelin? Que pressão recai sobre o chefe e seus colaboradores?

HL - Ter uma Estrela Michelin num Restaurante, é ter uma pressão constante, cada cliente é ou pode ser um crítico e nunca sabemos em que momento esse cliente pode ou não ser um inspetor Michelin… cada prato que é servido é como se fosse sempre um teste para o chefe e seus colaboradores. É muita pressão e 19 anos é muito tempo debaixo deste stress.

E esta foi uma das razões que me levaram a pedir agora a renúncia da Estrela Michelin.

Inicialmente, quando ganhei a primeira Estrela, pensei em mantê-la pelo menos durante 5 anos, mas depois pensámos, vamos fazer mais um esforço e vamos manter a Estrela por mais 5 anos, chegámos aos 10, quem chega aos 10 também chega aos 15, então com muito esforço, muita dedicação muita pressão, conseguimos manter a Estrela durante 15 anos… chegados aí, pensámos, já agora, vamos chegar aos 20…. Mas agora aos 19 anos, pensei que seria altura de parar…. No entanto foi com grande prestígio e com muita honra que, durante esses 19 anos assumimos a Estrela Michelin.

E não vou sofrer mais um ano de stress e pressão…. Mas atenção, a estela mantem-se até ao final do ano, em dezembro. Vou ser o primeiro em Portugal a prescindir da Estrela Michelin, e conta-se pelos dedos das mãos aqueles que a nível mundial também tomaram a mesma decisão, porque o que é normal é todos quererem ter uma ou mais Estrelas Michelin.

 

VA - Como e quando formalizou essa decisão?

HL - Enviei uma carta à delegação de Madrid do Guia Michelin, no dia 12 de junho a formalizar a minha decisão e, portanto, a partir de janeiro do próximo ano, penso que deixo de ter esse estatuto.

 

VA - Como pensa destacar a qualidade associada ao Restaurante Henrique Leis, após a entrega da Estrela?

HL - Vou fazer o mesmo trabalho, vou manter a mesma qualidade, como sempre fiz, aliás, nem sei fazer de forma diferente, mas agora sem a pressão e o stress da Estrela Michelin.

 

VA - Como vê a qualidade da restauração Algarvia?

HL - Acho que o algarve está a crescer, tal como Lisboa e Porto e Portugal está numa “onda” muito positiva, gastronomicamente falando, também estão a surgir muitos jovens com talento e interessados nesta atividade.

 

Por: Nathalie Dias

 

 

O Guia Michelin é um guia turístico, lançado pela primeira vez em 1900, por André Michelin, um industrial francês fundador da Compagnie Générale des Établissements Michelin, fabricante de pneus mais conhecida como Michelin.

O pequeno livro vermelho tinha como objetivo ajudar todos os condutores que faziam a sua vida na estrada e assim saber sempre, onde havia um restaurante por perto.

 

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos