Sábado, 19 de Outubro de 2019 |
Dia Nacional da Água - 1 de Outubro

13:42 - 01/10/2019     123 visualizações ALGARVE
Atualizado em: 01/10/2019
Imprimir
A Águas do Algarve, não quer deixar de celebrar este dia tão importante, em que se celebra o Dia Nacional da Água.

Trata-se de mais um dia, para que todos possamos refletir e dar o nosso contributo em prol do uso eficiente da Água, um bem cada vez mais escasso, para o consumo humano. Mas quando o assunto é água e sustentabilidade de recursos, é fundamental ter presente dois princípios principais: 1. a água doce é um recurso finito, vulnerável, e cada vez mais escasso; 2. a água pode e deve ser reutilizada, após corretamente tratada nas ETAR, evitando-se maiores prejuízos ao ambiente, e posterior escassez ou inacessibilidade para muitos.

Veja-se contudo que não é por falta de água no Planeta, uma vez que este é riquíssimo, também, nesta substância. Afinal a água está presente em cerca de 71% da superfície da Terra, enquanto os restantes 29% são compostos por continentes e ilhas. Contudo, 96,5 de toda a água da Terra está nos oceanos i.e água salgada, enquanto que apenas 3,5% são lagos de água doce e água congelada nas calotes polares. No entanto quase toda a água doce está sob a forma de gelo: 69%. Além desta existe também uma quantidade muito elevada de água doce em forma líquida, sob a superfície da Terra.  A água potável, é um recurso finito, que se dissemina em partes desiguais pela superfície terrestre. Veja-se a tabela abaixo:

 

 

Embora seja uma substância abundante no planeta, especialistas mundiais alertam para a possibilidade de colapso total das reservas de água doce, em vários países. Entre os países sob risco extremo com falta de água estão: Bahrein, Qatar, Kuwait, Líbia, Djibouti, Emirados Árabes, Iêmen, Arábia Saudita, Omã e Egito.

Os números são claros. A quantidade de água no planeta é elevada contudo é fundamental trata-la de forma adequada e consumi-la com um pingo de consciência.

Todas as águas, doces e salgadas, formam um elo preciso e perfeito, permitindo que a vida na Terra continue a existir. É responsabilidade de todos nós, TODOS, cuidar e proteger este recurso com a importância que ele merece.

Sabia que a quantidade de água doce produzida através do seu ciclo natural é hoje basicamente a mesma que em 1950 e que deverá permanecer inalterada até 2050!! Verdade! No entanto, em cerca de 100 anos o consumo de água cresceu 6 vezes, taxa duas vezes maior que o crescimento demográfico. O uso intensivo na agricultura foi a principal causa do aumento. É só fazer as contas.

O ideal? Reduzir o consumo de água.

A dessalinização, também nos surge como uma das alternativas ao abastecimento público. Sabemos que atualmente, o abastecimento de água à população de alguns países só é possível por meio da dessalinização. A tecnologia mais utilizada é a osmose inversa, representando 65% da água dessalinizada do mundo. Países como Israel, Arábia Saudita, Kuwait e determinadas regiões da África e do Oriente Médio estão na dianteira no uso dessa forma de potabilização da água. Veja-se o caso da Arábia Saudita, tem uma população de cerca de 34 milhões de hab. sendo 50% oriunda da dessalinização. O processo, porém, traz riscos ao meio ambiente que é fundamental ter em conta.  De acordo com dados de 2018 da ONU, existem cerca de 16 mil ETAR de dessalinização, em 177 países. Os recursos hídricos não convencionais, como os oriundos da dessalinização, são fundamentais para promover o cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS)  o qual tem o objetivo de assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todas e todos. A dessalinização pode ampliar os suprimentos de água para além do que está disponível nos ciclos hidrológicos. Mas para isso, também são necessárias inovações na gestão e rejeição da água salobra residual que é remetida para os oceanos.

Não nos esqueçamos que ao cobrir 70% do planeta, os mares e oceanos fornecem alimento para mais de 3 bilhões de pessoas, além de absorverem 30% do dióxido de carbono lançado na atmosfera e 90% do calor gerado pelas mudanças climáticas. Proteger os oceanos é tão fundamental quanto proteger a nossa saúde.

Na Águas do Algarve contribuímos para que a água não falte nas nossas casas.

E é tão fácil, puder colaborar. Ora veja algumas dicas

Ao final de um dia de trabalho, nada melhor do que um duche. Tenha um pingo de consciência e tome um duche rápido (5 minutos), fechando a torneira enquanto se ensaboa.

Quando o calor aperta, as plantas necessitam de maior atenção e de mais água. Regue-as no início da manhã ou ao final do dia para evitar que a água se evapore muito depressa.

Se lavar a loiça à mão, não deixe a água a correr. Em vez disso, encha um dos lados do lava-loiça ou uma pequena bacia com água limpa para enxaguar a loiça.

Beber água é a melhor forma de manter os níveis adequados de hidratação. Quando for à praia, leve a água da torneira consigo numa garrafa reutilizável. Cuide de si e proteja o ambiente.

Roupas claras e roupas escuras: todos temos um pouco das duas. Opte por lavar as roupas mais escuras com água fria. Ao fazê-lo, estará não só a desperdiçar menos água, já que a lavagem a frio utiliza menos, como ajudará a manter as cores da roupa.

No Verão ainda há mais tendência para os homens cortarem a barba. Por isso encha metade do lavatório com água para fazer a barba e feche a torneira enquanto se barbeia. Por menor que seja o fluxo de água a sair da torneira, ao fim de alguns minutos a água desperdiçada será grande.

Se é daquelas pessoas que mesmo no Verão gosta de um banho morno ou quente lembre-se: enquanto a água vem fria no início do duche, guarde essa água num recipiente para mais tarde regar as plantas ou lavar o chão.

Seja Verão ou Inverno devemos manter os nossos dentes sempre bem escovados. Mas em vez de desperdiçar água nesses momentos, encha apenas um copo de água. Isto basta para a sua lavagem habitual.

Um sumo de frutas frescas ou um chá frio são sempre boas opções nos dias de mais calor. Mas não precisa de exagerar na água utilizada. Utilize apenas a necessária para os seus refrescos.

No Verão costumamos lavar o carro mais frequentemente. Não lave o carro com uma mangueira. Isto não só desperdiça água como deixa o carro mal lavado. Um balde de água, uma esponja e algum sabão são uma forma muito melhor de lavar o carro e poupar água. Ou então, lave numa estação automática.

Fruta e legumes: no Verão apetece ainda mais. Com a água que lavar as frutas e legumes pode ainda utilizar para regar as plantas mais tarde. Assim não desperdiça uma água que ainda está em perfeitas condições para regar as suas flores.

Verão é sinónimo de mar e piscina. Se é um dos sortudos que tem uma piscina no seu jardim, não se esqueça de cobri-la com uma proteção própria para evitar a evaporação da água. Além disso evita também a sujidade.

E você, faz sua parte quando o tema é usar a água de forma sustentável?

Bom dia Nacional da Água.

Teresa Fernandes

 

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos