Sábado, 19 de Outubro de 2019 |
Eleições: Presidente da Câmara de Lagos (PS) vai tomar posse como deputada

16:47 - 09/10/2019     165 visualizações POLÍTICA
Imprimir
A presidente da Câmara de Lagos, Joaquina Matos, disse hoje à Lusa que vai assumir o cargo de deputada à Assembleia da República, para o qual foi eleita nas listas do PS pelo círculo de Faro.

Questionada pela agência Lusa sobre se iria ficar na Câmara algarvia ou exercer o cargo de deputada, a presidente da autarquia respondeu que iria renunciar ao mandato no município para assumir funções na Assembleia da República (AR), assim que o novo parlamento se constituir.

“Vou assumir o cargo de deputada à Assembleia da República”, afirmou Joaquina Matos, que tinha suspendido o mandato durante a campanha eleitoral para ocupar o quarto lugar da candidatura socialista pelo Algarve, mas retomou as funções de presidente da Câmara de Lagos na segunda-feira, após cessar o impedimento que levara à suspensão.

Questionada sobre o tempo que iria permanecer agora na Câmara, até assumir as funções de deputada, Joaquina Matos respondeu que se iria “manter na autarquia até à constituição do novo parlamento, iniciando funções na Assembleia da República desde o início” da legislatura.

A renúncia ao mandato de presidente da Câmara de Lagos será feita, adiantou, “logo que tome posse na Assembleia da República”, em data ainda a definir, embora a semana que se inicia a 21 de outubro seja apontada como a mais provável para a constituição do novo parlamento.

Enquanto o seu mandato esteve suspenso, no período entre 23 de agosto e 6 de outubro, o presidente interino foi o vice-presidente da autarquia, Hugo Pereira, que deverá retomar as funções de presidente quando Joaquina Matos renunciar ao cargo.

Questionada pela Lusa, a autarca afastou a hipótese de a população de Lagos se sentir defraudada por deixar a Câmara antes de finalizar o mandato, argumentando que “não existem projetos individuais”.

De acordo com Joaquina Matos, que cumpre o seu segundo mandato como presidente, para o qual foi eleita em 2017, a equipa que a tem acompanhado “é coesa e está empenhada em dar continuidade ao projeto” assumido com os eleitores

A socialista disse ter exercido as funções de presidente da câmara com “muito orgulho” e fez votos para que os munícipes daquele concelho “continuem a acreditar na equipa que ficará à frente da gestão municipal”, como o fizeram na sua presidência.

“Como deputada, eleita pelo círculo do Algarve, tudo farei para garantir o belm-estar de todos os lacobrigenses e algarvios e salvaguardar os seus interesses”, prometeu a ainda autarca de Lagos.

Joaquina Matos ocupou o quarto lugar da lista do PS pelo círculo de Faro às eleições legislativas de 06 de outubro, atrás do também presidente da Câmara de Tavira, Jorge Botelho, que na terça-feira confirmou à Lusa que iria também deixar a presidência quando se constituísse para assumir o cargo de deputado.

O PS repetiu no domingo a vitória eleitoral de 2015 no Algarve, aumentando de quatro para cinco o número de mandatos, enquanto a CDU e o CDS perderam os deputados que mantinham há oito anos pelo círculo eleitoral de Faro, onde é escolhido um total de nove parlamentares.

Os socialistas obtiveram 36,76% dos votos no Algarve, superando o resultado obtido em 2015 (32,77%), enquanto o PSD foi o segundo partido mais votado, com 22,30% dos votos e três deputados, e o Boço de Esquerda a terceira força da região, com 12,31% e um parlamentar eleito.

 

Por: Lusa

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos