Sexta, 15 de Novembro de 2019 |
Hérnias

09:18 - 05/05/2019     407 visualizações OPINIÃO
Atualizado em: 05/05/2019
Imprimir
por Miguel Encarnação | Licenciado em Ortoprotesia | miguel.encarnacao@live.com

As hérnias ocorrem quando uma parte de um órgão ou tecido se destaca através de uma área muscular fraca. É uma condição muito comum e afeta homens, mulheres e crianças. Existem vários tipos de hérnias e, dependendo da área, serão necessários vários tipos de cuidados. Não existe uma causa clara para o seu aparecimento. Algumas pessoas nascem com os músculos da zona abdominal mais fracos, o que os leva a ser mais propensos na formação de hérnias. Podem também formar-se por consequência de um grande esforço ou trauma. Manifestam-se na forma de protuberância e geralmente causam dor. A esta dor sentida, junta-se a diminuição da qualidade de vida das pessoas que as têm. Devido a isto é bastante importante manter vários cuidados com as hérnias, a fim de evitar males maiores.

Que tipos de hérnias existem e que cuidados devemos ter com cada uma delas?

Hérnia Inguinal – Afetam mais homens que mulheres e representam 70% dos tipos de hérnias existentes. Neste caso, uma parte do intestino é “filtrada” através de uma abertura na parte inferior do abdómen, perto da virilha, chamada canal inguinal. As hérnias inguinais causam bastante dor e desconforto e necessitam de operação para serem corrigidas. Até à operação a pessoa deve usar uma funda ou uma cinta inguinal para conter a hérnia e evitar dor. Após o período pós-operatório de recuperação, a pessoa pode retomar normalmente as suas atividades;

Hérnia Femoral – Ocorre mais em mulheres. Aparece também na zona da virilha, mas não tão perto da púbis quanto a Inguinal;

Hérnia Umbilical - Aparece quando parte do intestino se projeta através da abertura que existe nos músculos abdominais, na zona onde passou o cordão umbilical. São comuns, principalmente em bebés, mas neste caso fecham sozinhas e são inofensivas. Se se formarem em idade adulta, pode ser necessário recorrer à cirurgia reconstrutiva, especialmente se causar dor e continuar a aumentar de tamanho. Se usar uma cinta abdominal ou uma cinta de compressão umbilical, vai conseguir uma diminuição do tamanho da hérnia;

Hérnia Cirúrgica – Uma cirurgia abdominal pode causar uma hérnia através da cicatriz. Muitas vezes é causada devido à má cicatrização;

Hérnia Discal – Ocorre como resultado da degeneração do disco intervertebral. Essa degeneração e consequente fraqueza permite a saída da porção central gelatinosa do disco. Se não forem tratadas a tempo e se aplicarem os cuidados corretos, pode converter-se num grave problema. Por isso, é importante manter um estilo de vida saudável, com exercício físico, sem excesso de peso e com uma boa postura. Se aparecer uma hérnia deste tipo, deve privilegiar o descanso, acompanhado de uma boa fisioterapia, complementada com o uso ortóteses de compressão e sujeição abdominal e sacrolombar, pois vão aumentar a eficácia do tratamento que irá ser aplicado.

 

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos