Sábado, 19 de Outubro de 2019 |
LOULÉ, MEDALHA DO MEU TERÇO

13:16 - 17/07/2019     134 visualizações OPINIÃO
Imprimir
POESIA por Isidoro Cavaco | isidorocavaco@gmail.com

Parem os astros lá nos universos

E o murmúrio de toda a natureza,

Deixem que o vento cante, nos seus versos,

De Loulé, a magia e a grandeza.

 

Que oiçam todos os mundos, mais dispersos,

Os anjos a cantar toda a pureza

De tão grandes valores e tão diversos,

Que hoje marcam Loulé com tal firmeza.

 

Na sublime harmonia sem medida,

O destino traçou a minha vida,

Das terras de Loulé fez o meu berço.

 

Deus deu ao universo vida e luz,

P’ra meu orgulho, a mim deu-me esta cruz,

De tu seres a medalha do meu terço.

 

 
Newsletter
Preencha o campo para subscrever a newsletter
notícias mais lidas


 
 
CATEGORIAS
A VOZ DO ALGARVE
APOIO AO CLIENTE
Visite-nos